Saturday, June 25th, 2022

Baixa Imunidade pode atrapalhar a saúde da boca?

A imunidade nada mais é do que o sistema de defesa para a produção de anticorpos e células, para combater os vírus, bactérias, fungos ou microrganismos que o corpo julgue nocivos para a saúde. Entenda o que a baixa imunidade pode causar.

O que é a imunidade?

As pessoas nascem com certas proteções, como a pele que tem uma camada de gordura, o estômago que tem acidez e o sistema respiratório que tem a proteção, evitando que as bactérias entrem via nasal. 

Caso entre alguma coisa errada no corpo através de um alimento, o sistema imunológico produz bactérias de defesas para destruir as erradas.

A mesma coisa é uma vacina que, quando é inserida, passa a produzir anticorpos para destruir aquele vírus.

O que deixa o corpo com o sistema imunológico baixo? 

Pode ser uma alteração genética ou alguma coisa que debilite o seu corpo fazendo ele utilizar os nutrientes para outra coisa. 

Por exemplo, quando está estressado, o seu corpo se prepara para a luta, dessa forma, você acaba usando mais nutrientes. 

  1. Alimentação

A alimentação também é algo que influencia na imunidade, porque muitas pessoas não têm o hábito de comer frutas, verduras e legumes.

O consumo de limão pode aumentar a imunidade, por ser rico em vitamina C, sendo muito importante. Assim como outras comidas, como:

  • Laranja;
  • Cebola;
  • Alho;
  • Espinafre;
  • Batata doce.

São alimentos ricos em nutrientes que fazem bem à saúde, mas grande parte das pessoas costumam consumir outras comidas ricas em glúten. Desse modo, é fundamental se atentar no consumo excessivo de óleo.

O açúcar também é um colaborador para diminuir a imunidade, quando ele é consumido de forma abundante e sem controle.

  1. Sono

Uma noite de sono ruim influencia na imunidade, deixando ela fraca, facilitando o aparecimento de doenças.  

  1. Atividades físicas

Fazer atividades físicas da forma incorreta, abaixa a imunidade. O recomendável é praticar exercícios com um educador físico te orientando, para que não tenha consequências. 

  1. Doenças

Algumas doenças como diabetes, podem deixar a pessoa com uma imunidade menor, tendo que redobrar alguns cuidados como a alimentação. 

Essa enfermidade pode causar restrições durante alguns tratamentos, principalmente em cirurgias, pois ela desacelera o processo de cicatrização. 

É vital sempre usar suplementos para fortalecer, porque a tendência é que a imunidade de alguém com diabetes seja sempre baixa, tendo que ter uma atenção maior. 

Algumas doenças crônicas degenerativas também são bons colaboradores, assim como o exemplos de doenças autoimunes como lúpus, que atinge diretamente o sistema imunológico, atacando as células saudáveis.

Além dessas doenças, a falta de imunidade causa algumas consequências bucais, por isso é importante a ida de forma periódica até uma clínica odontológica 24 horas.

  1. Idade avançada

A idade é um fator que influencia. Por exemplo, pessoas acima dos 60 anos, têm uma diminuição da imunidade natural. 

Por isso, é muito importante manter um acompanhamento com profissionais de saúde, como o nutricionista, para evitar maiores consequências. 

  1. Deficiência de vitamina D 

Muitas pessoas fogem do sol, mas é necessário ter o contato com os raios solares de forma regular para evitar problemas de pele.

  1. Conservantes 

Hoje em dia muitas coisas têm agrotóxico e a própria ingestão desses alimentos, podem causar uma alteração da flora intestinal.

Essas alterações envolvem o equilíbrio entre a flora intestinal boa e ruim, com prevalência na última que deixam bactérias no intestino.Podem ocasionar processos inflamatórios ocultos no intestino. Isso pode abaixar a imunidade. 

O intestino é muito importante, não é recomendável agredi-lo com coisas ruins.

Os pedaços de comida mal ingeridos também podem machucar a mucosa intestinal, causando doenças autoimunes que ainda não apareceram, mas já estão se desenvolvendo.

  1. Doença bucal

A falta de imunidade, pode causar algumas doenças bucais, já que quando o corpo se encontra nesse estado, a proliferação de bactérias se torna mais fácil. 

Quando a pessoa tem dentes tortos ou separados, a possibilidade do acúmulo de germes entre eles é enorme.

O ideal nesse caso é realizar o tratamento com aparelho dentário móvel impossibilitando que eles se desenvolvam. 

  1. Aftas

As aftas são exemplos que aparecem durante a imunidade baixa. São lesões que ocorrem por alguma alteração, até mesmo envolvendo o estômago.

É importante se atentar e tomar cuidado com as crianças, porque elas têm o costume de colocar a mão no chão e levar na boca, causando uma bactéria que pode gerar uma afta. 

Por isso, sempre faça um acompanhamento com profissionais de odontologia, buscando a melhor opção em sua região, como um dentista infantil zona norte.

  1. Herpes labial

São lesões formadas por bolhas que ardem, e podem dar um formigamento no lábio. Ao longo do tempo, elas estouram. 

  1. Gengivite

A gengivite nada mais é do que a inflamação da gengiva pelo acúmulo de resíduos dos alimentos.

Ela pode ser desenvolvida facilmente pelo simples fato de que o corpo não está preparado para combater uma inflamação.

Caso não seja tratada o quanto antes, ela pode suceder a perda do dente, deixando a parte que o segura, não resistente. Se isso ocorrer, o paciente deverá procurar um dentista especialista em implante.

É possível que com a inflamação da gengiva, a má escovação e a falta do fio dental, aconteça o aparecimento de cáries, próximo a gengiva.

As cáries corroem os dentes e se não forem tratadas em suas fases iniciais, podem ocasionar também na sua perda.

Quando é encontrada em primeiro instante, é possível fazer uma restauração que solucione os problemas.

Mas quando se encontra num estágio mais avançado, envolvendo a polpa do dente, que é o nervo que tem a parte viva, é necessário fazer um tratamento com o endodontista, conhecido como dentista especialista em canal. Ele fará uma avaliação de como será feito o procedimento.
Conteúdo desenvolvido pela equipe do Status Fit Center, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.