Tuesday, August 9th, 2022

Como a psicoterapia ajuda alguém com depressão?

Se você tem depressão, saiba que você não está sozinho. Procurar ajuda é muito importante para que você consiga deixar esse problema para trás.

Foi-se o tempo em que a psicoterapia era vista como algo para pessoas loucas. Felizmente, esse preconceito está sendo cada vez mais deixado para trás.

E já foi mais do que comprovado através de estudos a eficácia da psicoterapia em casos de depressão e ansiedade.

O tratamento psicológico ajuda a pessoa a entender melhor o que é a depressão e o que ela está mudando no organismo, e isso faz com que o paciente crie mais adesão ao tratamento.

Com o passar do tempo, o paciente passa a entender que a depressão tem um peso muito importante nas mudanças físicas e pensamentos negativos que acontecem a todo momento.

E, dessa forma, o indivíduo passa a entender que são apenas sintomas de uma doença, e que o problema não é ele próprio.

Se você sofre deste mal ou conhece alguém que também tem depressão, pode acreditar: o universo não está conspirando contra você, e você não é uma pessoa louca e nem fraca.

A depressão é apenas uma doença, e a boa notícia é que ela tem cura!

O que a psicoterapia pode fazer por um paciente com depressão?

Ao começar um tratamento com um psicólogo, é importante que o paciente se mantenha consistente e firme nessa decisão.

Começar esse tipo de tratamento para interromper um mês depois não só não ajudará no problema, como ainda poderá agravá-lo.

Fazer sessões semanais com um psicoterapeuta ajudará o paciente a entender os pensamentos e conflitos internos que fazem com que ele distorça algumas interpretações sobre a própria vida.

Nesse sentido, o tratamento ajuda não apenas a amenizar os sintomas da depressão, como também previne que o paciente tenha algumas recaídas no futuro.

Cada sessão de tratamento é diferente da outra, mas uma coisa é certa: o profissional ouvirá e mostrará algumas alternativas que o paciente não consegue enxergar por causa da doença.

Tudo começa com alterações químicas no nosso cérebro, que além de causarem um desequilíbrio na produção de hormônios que causam sensação de bem-estar e felicidade, evitam que a pessoa consiga processar de forma natural as suas principais emoções.

Não existem estudos ainda que comprovem os motivos pelos quais essas mudanças químicas ocorrem, mas o que se sabe é que elas podem ser causadas tanto por influências do ambiente quanto por padrões genéticos.

A boa notícia é que a psicoterapia tem o poder de modular essa situação. O tratamento é capaz de regular novamente a química do cérebro, fazendo com que haja estímulos que mudem a capacidade cognitiva do paciente, de forma que ele estimule novamente as próprias emoções e não distorça mais a forma de interpretação sobre as mesmas.

Benefícios do tratamento

O tratamento constante com a psicoterapia também faz com que haja algumas alterações no córtex pré-frontal do nosso cérebro, de forma que o indivíduo com depressão mude a sua forma de tomar decisões.

Além disso, o tratamento regula novamente a produção de endorfina e serotonina, os dois hormônios que trazem a sensação de felicidade.

Uma forma de aumentar a produção é praticar exercícios físicos. Por isso, independentemente de um paciente tomar remédios, quase todos os médicos vão recomendar a mesma coisa: se alimente bem e pratique exercícios.

A alimentação também tem peso fundamental no processo. Alguns alimentos como peixes e oleaginosas são ricos em triptofano, um aminoácido precursor da produção de serotonina.

Por isso, o recomendado não é fazer apenas um tipo de tratamento, mas integrar todos eles.

É importante salientar que a psicoterapia não é um tratamento de curto prazo. Em alguns casos, ela pode durar anos.

O problema é que muitas vezes o desânimo não permite que a pessoa continue seguindo com o tratamento.

Nesse caso, a pessoa deve se esforçar o máximo que puder. E se possível, é importante que ela obtenha ajuda de outras pessoas ao redor para não desistir do tratamento.

Assim como medicamentos, a psicoterapia também precisa de doses regulares. Ela é a melhor forma de uma pessoa entender a ela mesma para encontrar a autocura para a doença.

Dá para tratar à distância?

Hoje em dia, graças aos avanços da tecnologia, é perfeitamente possível fazer um tratamento à distância com um psicólogo. A pandemia nos mostrou que é mais viável do que nunca.

E mesmo que o paciente precise antes do encaminhamento de um psiquiatra, a telemedicina também veio para resolver o problema. Especialmente por causa da pandemia, muitas pessoas precisaram ser tratadas à distância.

Se você estiver longe de um centro médico, ou simplesmente quiser ficar no conforto da sua casa para receber o tratamento, saiba que a telemedicina pode ajudar!Clique aqui, entenda como ela funciona e conheça os seus benefícios!