Wednesday, December 1st, 2021

Cuidados essenciais com a saúde bucal para a prevenção de doenças

Muita gente não sabe, mas o cuidado com a saúde bucal é essencial para muito mais do que apenas manter os dentes bonitos e um sorriso harmônico. 

A atenção com o bem-estar das estruturas dentais é capaz de prevenir doenças sérias que podem acometer todo o organismo.  

Isso porque, como a cavidade oral é um local quente e úmido, esta se torna uma região muito propensa ao desenvolvimento e proliferação de diversos microrganismos, como as bactérias, vírus e fungos.  

Esses micróbios são os principais causadores de inflamações e infecções que danificam todos os tecidos bucais, desde as gengivas até as estruturas ósseas, podendo originar efeitos permanentes nas arcadas dentárias e em outras diversas partes do corpo.  

Por isso, o cuidado com a manutenção de uma saúde bucal mais aperfeiçoada e livre de agentes patogênicos deve se iniciar desde o nascimento dos primeiros dentes, com o auxílio de um dentista infantil, e se prolongar por toda a vida. 

Cuidados essenciais que devem ser tomados com a saúde oral 

Preservar a saúde e a integridade dentária costuma ser uma tarefa bastante simples e conhecida pela maioria das pessoas. 

No entanto, a negligência com esses cuidados acabam sendo o principal causador da multiplicação dos agentes patogênicos e do surgimento de enfermidades graves. 

E, ainda que muitos desses quadros – se identificados precocemente – possam ser revertidos ou reparados, em algumas situações mais sérias, o paciente pode acabar perdendo o dente por completo. 

Por isso, se tratando da saúde bucal, a prevenção é sempre a melhor opção. Assim, as melhores formas de manter uma boca livre de qualquer problema é se certificando de realizar ações, como: 

  1. Atenção com a escovação 

A escovação das arcadas dentárias, da língua e do aparelho de dente – ou dos demais acessórios odontológicos – é a melhor forma de manter os microrganismos orais sob controle, evitando a formação da placa bacteriana e dos quadros de erosão dental. 

Por isso, se certifique de repetir essa rotina ao menos três vezes ao dia ou após 30 minutos de qualquer uma das refeições, especialmente as que envolvem doces, açúcares ou bebidas ácidas como café ou refrigerantes.  

  1. Utilização diária do fio dental 

O fio dental é uma das etapas da higienização bucal mais negligenciadas pelos pacientes. No entanto, essa ação é determinante para a garantia de saúde das gengivas, das raízes dentárias, dos ossos faciais e de todo o organismo. 

Isso porque, esse cuidado básico é o único modo de fazer a limpeza dos sulcos gengivais – espaço entre o dente e a gengiva – e, consequentemente, a melhor forma de manter esses locais livres da ação bacteriana e do tártaro.  

A recomendação geral é de que todos os pacientes realizem a passagem do fio logo em seguida às escovações ou, pelo menos, uma vez ao dia – preferencialmente antes de dormir –. 

  1. Atenção com a escolha dos materiais de higiene 

O processo de escolha dos acessórios odontológicos depende tanto da atenção dos pacientes, quanto da própria higiene bucal em si. 

Isso porque, a escolha da escova errada ou o uso por tempo indeterminado desse mesmo material pode acabar comprometendo a saúde, mais do que ajudando. 

Desta forma, certifique-se de escolher uma escova com tamanho adequado e que possua cerdas macias. 

Os pacientes que fazem o uso de acessórios móveis ou que sofram com a sensibilidade podem pedir ao dentista especialista em prótese por uma recomendação de escova especial para esses quadros.  

Além disso, evite o uso recorrente de cremes dentais que promovam um sorriso mais branco, pois essas pastas são bastante abrasivas e o uso constante pode acabar deixando o esmalte dentário sensibilizado. Prefira as fórmulas que contenham flúor ou que combatam a sensibilidade. 

  1. Adoção de uma alimentação mais equilibrada 

Como todos já sabem, os doces e o açúcar são um dos grandes vilões dos problemas bucais. Por isso, evite a ingestão excessiva desse tipo de alimento e prefira consumir esses produtos em conjunto com as principais refeições do dia. 

Assim, a higienização é mais facilitada e as bactérias não têm chances de danificar as estruturas. 

Também é recomendado que os pacientes deem preferência à comidas frescas, como frutas, verduras, legumes e oleaginosas. Esses produtos são ricos em vitaminas e minerais, que ajudam a fortalecer os dentes e combatem a formação do biofilme dental.  

  1. Realização de visitas frequentes com o dentista 

Além de servir para sanar dúvidas, como qual é o aparelho dentário preço, as consultas frequentes com o dentista são fundamentais para garantir a integridades de todos os tecidos bucais.  

Assim, por meio de procedimentos higiênicos profissionais, os dentistas conseguem realizar a profilaxia de patologias potencialmente sérias, enquanto são capazes de identificar o desenvolvimento de quadros severos, logo nos estágios mais precoces.  

Consequências da negligência com a saúde bucal 

Muitos pacientes que procuram as consultas com o dentista com mais regularidade, o fazem com a intenção de realizar procedimentos estéticos ou como forma de se inteirar sobre o clareamento dental quanto custa.  

E isso é ótimo, pois dá ao dentista a possibilidade de examinar os pacientes com mais cuidado e regularidade. 

Isso é fundamental, pois quando o paciente negligencia o cuidado com a saúde bucal ou tem alguma dificuldade no processo, as inflamações bucais simples podem se transformar em: 

  • Erosão severa do esmalte dentário; 
  • Cáries; 
  • Gengivite; 
  • Candidíase oral;  
  • Periodontites graves, entre outros. 

Quando essas enfermidades tomam lugar e perduram por muito tempo, as pessoas podem acabar sofrendo consequências sérias, como a infecção do sistema sanguíneo, espalhamento das infecções para o resto do organismo e o edentulismo.  

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.