Tuesday, May 21st, 2024

O que são as aquisições de empresas?

Estima-se que os variados tipos de aquisições de empresas e fusões alcance US$4,7 trilhões em 2022. Os dados divulgados no relatório global de M&A do primeiro semestre deste ano apontam ainda que o número representa o segundo melhor resultado da história, perdendo apenas para o recorde de US$5,9 trilhões em 2021.

Ou seja, se até a pandemia aqueceu o mercado de fusões e aquisições, espera-se que ele continue em crescimento. Muitas empresas já investiram no valuation (cálculo do valor da companhia) para serem analisadas como uma opção de investimento. A hora de aproveitar as boas oportunidades é agora!

Se você tem interesse em adquirir uma organização ou apenas estudar sobre esse assunto, acompanhe este texto até o final e aprenda como funciona a aquisição de empresas, quais são seus tipos e as etapas necessárias para fechar um bom negócio. Boa leitura!

O que são as aquisição de empresas?

Comprar empresa faz parte do processo de M&A (Mergers and Acquisitions ou Fusões e Aquisições) e implica a compra de uma empresa por outra, em que a companhia adquirida é desfeita e passa a fazer parte do negócio comprador, sob o mesmo CNPJ.

Geralmente, uma aquisição é feita por algumas razões, como:

  • aumentar as receitas;
  • estratégia de mercado;
  • unir forças e sinergias;
  • obter eficiência no processo produtivo;
  • reduzir a concorrência;
  • entrada em outros mercados e/ou segmentos;
  • ampliação de portfólio de produtos ou serviços;
  • complementar a cadeia de produção;
  • entre muitas outras.

Na maior parte das vezes, a compra de um negócio é realizada por motivos estratégicos, relacionados à expansão da empresa compradora, sem perder eficiência.

Mas, como funciona a aquisição de empresas? Normalmente o investidor escolhe um “target” de mercado para procurar as melhores oportunidades ou consultores de M&A divulgam as companhias à venda. 

A partir disso, são verificados o valuation e os dados do negócio para analisar se ele realmente tem capacidade de gerar lucro no futuro.

Falaremos mais abaixo quais são as etapas necessárias para adquirir uma empresa pelo melhor valor. Continue a leitura e confira!

Quais as etapas de um processo de aquisição?

Ao conhecer quais são as etapas de um processo de aquisição, vai perceber que esse tipo de negociação de uma empresa leva tempo e envolve diversas operações exigidas pelo mercado. Portanto, é importante saber quais são eles e como funcionam na prática. 

Mas, destacamos a necessidade desse processo ser realizado por quem entende do assunto e mantém todo o sigilo durante a negociação. Como as consultorias especializadas em fusões, aquisições e valuation.

Veja agora quais são as etapas do processo de aquisição.

  • Análise do mercado: determinar os objetivos de aquisição para buscar empresas que possuem estratégias mais atrativas e alinhadas com seus interesses.
  • Busca por negócios à venda: Logo, é iniciada a fase de escolher quais são os negócios mais interessantes e assinar um acordo de confidencialidade (NDA) para receber documentos sigilosos e estratégicos da empresa à venda.
  • Elaboração do valuation: é importante entender se o valor pedido para compra é compatível com a realidade da empresa à venda, mediante análise dos documentos enviados.
  • Envio da oferta não-vinculante: se, após analisar toda a papelada, a empresa continua sendo atrativa para o seu objetivo, é hora de enviar uma oferta inicial, incluindo condições de pagamento e outros aspectos.
  • Realização do Due Diligence: caso a oferta não-oficial seja aceita pela empresa à venda, chegou o momento de fazer uma auditoria dos dados enviados por ela. A finalidade é confirmar a veracidade das informações.
  • Envio da oferta vinculante: se os documentos passarem na auditoria, o investidor interessado envia uma oferta final pela compra do negócio.
  • Negociação das cláusulas e assinatura do contrato: ao aceitar o valor de compra, os envolvidos se reúnem com seus respectivos advogados especialistas em M&A para debater os termos do contrato e chegar a um acordo comum para a assinatura final.

Sim, o processo é longo e complexo! Independentemente do tipo de aquisição de empresas escolhido, é necessária a participação de um assessor financeiro de M&A para dar mais credibilidade, transparência, rapidez e eficiência ao processo.

A contratação de uma consultoria de M&A ajuda a todos a obterem o melhor valor de compra/venda, mantendo o sigilo da operação e a reputação dos sócios e das marcas envolvidas.

Fonte: Capital Invest, consultoria com quase 20 anos de experiência em assessoramento financeiro em compra, venda e avaliação de empresas.